Continuando nossa série de posts sobre hiperidrose, falaremos hoje dos cuidados com o tratamento medicamentoso.

Muitas pessoas se automedicam e acabam desenvolvendo outros problemas ou até piorando o quadro inicial. Por isso, chamamos a atenção que esse tipo de tratamento deve ser prescrito por médico conforme cada caso.

Drogas anticolinérgicas ajudam a impedir o estímulo das glândulas sudoríparas, porém deve-se ter cuidados devido à seus efeitos colaterais. Esses podem ser leves como secura da boca, mas também podem ser graves, como por exemplo, o aumento da temperatura corporal, ou piorar condições pré-existentes como o glaucoma. É imprescindível o acompanhamento médico. Além desse tipo de medicamento, pode-se usar os beta-bloqueadores ou benzodiazepínicos que ajudam a reduzir a transpiração relacionada ao estresse.

Procure um dos nossos dermatologistas e garanta um tratamento efetivo: 51 3094.2220.Hiperidrose