Uma nova tecnologia permitiu desenvolver um protetor solar que não penetra na pele, evitando que o produto cause possíveis prejuízos à saúde como reações alérgicas por exemplo.

Isso foi possível a partir do envolvimento do filtro solar comum por uma nanopartícula bioadesiva, o que trará novas possibilidades no desenvolvimento do produto.

O protetor ainda não está disponível para a comercialização. Enquanto ele não chega, busque alternativas com o seu dermatologista, principalmente se tiver sensibilidade aos protetores comuns. Existem diversas opções que podem se encaixar no perfil de sua pele.protetor solar